6 Projetos Sustentáveis em Fernando de Noronha

A ilha de Fernando de Noronha é muita conhecida pelas belezas naturais e como destino turístico de alto padrão, mas o que poucas pessoas sabem, é que existem vários projetos de sustentabilidade na ilha.

Neste artigo, separamos 6 projetos sustentáveis para mostrar para você que Noronha não é só um lugar de turismo de alto padrão, mas que também é referência em várias ações em sustentabilidade.

Você sabia que toda a água da ilha é retirada do mar?

O conhecido arquipélago de Fernando de Noronha está localizado a 454km da costa, pertencendo ao estado de Pernambuco.

Possui 21 ilhas, ilhotas e rochedos, porém apenas a Ilha de Fernando de Noronha é liberada para o turismo e moradia, abrigando uma população de pouco mais de 3000 habitantes.

Além de local paradisíaco, Noronha possui projetos sustentáveis significativos, sendo mundialmente famosa por suas paisagens e conhecida pelas iniciativas sustentáveis como uso da energia solar e Smart Energy Grids, projetos de preservação e conservação ambiental como o Golfinho Rotador e Tamar, tratamento de água, programa de coleta seletiva e programa carbono zero.

Energia SolarFoto: Jaqueline Gomes

Energia Solar 

As primeiras placas solares foram instaladas na ilha em 2004. Em 2017 e 2018 houve a inauguração de Noronha I e II, respectivamente, administradas pela Neoenergia.

Para minimizar os impactos ambientais Noronha II foi construída em uma planta já existente de coleta de água de chuva instalada em 1958.

As usinas são responsáveis por 10% da demanda de energia da Ilha e evitam o consumo de 375 mil litros de óleo diesel por ano.

Smart Energy Grids

Em 2016, durante o período de instalação das usinas solares de Noronha I e Noronha II, foi implantado o sistema Smart Energy Grids na ilha.

O projeto incentiva o uso da microgeração distribuída, a redução das emissões de combustíveis fósseis.

Com as Smart Grids os clientes têm maior controle do consumo de energia, podendo identificar a quantidade utilizada em cada momento do dia.

Por fim o sistema também pode ser acessado remotamente pela Neoenergia, que assim pode identificar e solucionar qualquer tipo de incidente ocorrido no arquipélago, mais rapidamente.

Projetos de Conservação de Fauna

Golfinho RotadorFoto: Renan Sena Diogo

Golfinho rotador

Iniciado em 1990 o Projeto Golfinho Rotador, executado pela ONG Centro Golfinho Rotador, tem coordenação do ICMBio e patrocínio oficial da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Tem o objetivo de desenvolver ações de pesquisa, educação ambiental, envolvimento comunitário e sustentabilidade em prol da conservação dos golfinhos-rotadores (Stenella longirostris), da biodiversidade marinha e de Fernando de Noronha. Graças a atuação do projeto, a quantidade de golfinhos-rotadores no Arquipélago permanece praticamente a mesma desde 1990.

Como função socioambiental o projeto tem o objetivo de capacitar os moradores para se incorporarem no mercado do Ecoturismo e patrocinar iniciativas culturais e esportivas locais, como o maracatu e o surf.

Projeto Tamar - NoronhaBiólogos do Projeto Tamar realizando o trabalho de pesquisa e monitoramento das tartarugas Foto: Renan Sena Diogo

Projeto Tamar

Em 1984 o TAMAR iniciou suas atividades de pesquisa e conservação no arquipélago. Desde o projeto arquitetônico foram selecionadas alternativas ecologicamente corretas nas instalações físicas como madeira certificada de reflorestamento e reciclagem de containers marítimos.

As estruturas são instaladas sobre pilotis removíveis, para não precisar impermeabilizar o solo. Além disso não foram utilizados recursos naturais não renováveis da ilha, como areia e pedra.

Captação de Água do Mar para TratamentoCaptação de Água do Mar para Tratamento Foto: Renan Sena Diogo

Tratamento de água 

O Arquipélago não possui nascentes de água doce e obtém água através da captação e armazenamento de água de chuva, além de um dessalinizador marinho que pode funcionar até 18 horas por dia, produzindo cerca de 30% do consumo da Ilha. O tratamento é realizado na Estação de Tratamento de Água da Compesa – ETA Noronha.

Em 2021 recebeu um investimento de R$ 22 milhões para a instalação de um novo sistema de dessalinização da água do mar com a tecnologia de osmose reversa, que proporcionará um aumento de quase cinco vezes na oferta de água potável.

 

Coleta SeletivaColeta Seletiva Foto: Renan Sena Diogo

Programa de coleta seletiva

Como parte do programa foi criada a iniciativa Jogue Limpo com Noronha que desde 2017 o realiza ações de educação ambiental através de palestras, oficinas, instalação de Pontos de Entrega Voluntária para recicláveis (PEVs) e lixeiras seletivas em vários locais da Ilha.

Além de oficina de compostagem para pousadas, bares e restaurantes em que os participantes ganham uma composteira doméstica fazer o tratamento (compostagem) dos seus resíduos orgânicos no próprio estabelecimento.

Carro elétrico em Noronha
Carro elétrico em Noronha Foto: Renan Sena Diogo

Programa Carbono Zero

Iniciado em 2019, o programa pretende limitar até 2022 a entrada de carro a combustão no arquipélago e a proibição total de circulação desses automóveis na ilha a partir de 2030.

Como parte do programa 130 classificados (100 pessoas físicas e 30 jurídicas) já obtiveram autorização ecológica dos carros elétricos na Ilha.

 

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.